Formação Continuada para o Educador: Necessária e Assegurada ou Apenas Aconselhável e Voluntária?

Autores

  • Thais Antolini Veçozzi Centro de Integração do Mercosul, Universidade Federal de Pelotas. RS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2021v22n5p732-737

Resumo

Resumo
A sociedade organizada como se conhece possui uma forte dependência dos educadores, o que inicialmente aponta para a valorização do aperfeiçoamento contínuo de sua prática. Apesar disso, ainda não se têm claro se a formação continuada é assegurada legalmente através de instrumentos institucionalizados que a fomentem ou se é apenas aconselhável e dependente dos recursos financeiros do próprio educador. Este estudo buscou responder a esta questão e teve o intuito de contribuir no avanço do direito e acesso à educação. Para isso, foi realizada uma análise crítica de textos bases sobre formação continuada na Educação Básica e no Ensino Superior e o levantamento da legislação brasileira que apoia e sustenta o processo. Além disso, discorreu-se sobre como ocorreu a adequação do processo de ensino-aprendizagem durante a pandemia do coronavírus e quais as dificuldades enfrentadas pela comunidade escolar e acadêmica sem amparo tecnológico, intelectual e financeiro. Ao longo da discussão sobre necessidade de atualização digital dos educadores, chegou-se ao entendimento de que a formação continuada possui resguardo legal e que há caminhos para que seja realizada. Apesar disso, são os próprios educadores que têm acabado arcando com os custos deste processo formativo, algo intensificado diante da adequação das atividades na pandemia do coronavírus.

Palavras-chave: Educação. Professor. Suporte ao Aperfeiçoamento.

Abstract
Organized society has a strong dependence on schools, universities and educators, which initially points to the valuation of continuous improvement of those places and education practice. Despite this, it is not clear whether continuing education is legally guaranteed through institutionalized instruments that foster it or whether it is only advisable and dependent on the educator's financial resources. This study sought to answer this question and aimed to contribute to the right and access promotion to education. For this, a critical analysis of basic texts on continuing education in basic education and higher education was carried out and a survey of Brazilian legislation that supports and sustains the process. Also, it was discussed how the teaching-learning process was adapted during the new coronavirus pandemic and what the difficulties were faced by the school and academic community without technological, intellectual, and financial support. Through the discussion about the need for educators' digital updating, it was concluded that that continuing education has legal support and that there are ways to do so. Despite this, the educators themselves are the ones who end up bearing the costs of this training process, a problem intensified given the adequacy of activities in the pandemic of the new coronavirus.

Keywords: Education. Teacher. Professional Enhance Support.

Downloads

Publicado

2021-12-16

Edição

Seção

Artigos