A Matemática Crítica Como Caminho Para a Promoção da Educação Financeira no Ensino Médio

Autores

  • Lucas Athadeu Silva Batista Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação em Educação. MG, Brasil.
  • Vera Lúcia de Oliveira Freitas Ruas Universidade Estadual de Montes Claros. MG, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0626-7497
  • Shirley Patrícia Nogueira de Castro e Almeida Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-4785-7963
  • Josué Antunes de Macêdo Instituto Federal do Norte de Minas Gerais. MG, Brasil; Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7737-7509
  • Edson Crisostomo Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7078-243X

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2021v22n3p355-361

Resumo

Resumo
No Brasil, apesar da existência da Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF), a Educação Financeira ainda não chegou até a maioria das escolas do País e muitos dos professores desconhecem o assunto e/ou a forma como realizar sua transposição didática. Nesse sentido, este artigo objetiva compreender a tessitura dialógica entre a Educação Financeira (EF) e a Educação Matemática Crítica (EMC) no Ensino Médio. A metodologia utilizada é qualitativa com enfoque bibliográfico. A análise terá como ponto de partida reflexões à luz da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e da legislação sobre EF vigente. Neste estudo se apresentam três contextos investigativos, quais sejam: (i) Referência à Matemática Pura, (ii) Referência a uma semirrealidade, e (iii) Referência à vida real, buscando assim problematizar a Educação Financeira, no âmbito escolar, a partir dos Ambientes de Aprendizagem e seu papel na promoção da emancipação dos alunos. São analisados e discutidos três trabalhos, nos quais se verificou a urgência de ressignificar a prática pedagógica do professor de Matemática para que utilize ferramentas teórico-práticas apropriadas em suas aulas, para que os estudantes tenham conhecimentos para construir uma vida financeira saudável. Portanto, os resultados dão indícios da importância da articulação da Educação Matemática Crítica à Educação Financeira para que seja feita a transposição didática dos conceitos tratados, em sala de aula, garantido sua utilização na vida cotidiana.

Palavras-chave: Educação Matemática. BNCC. Sociedade de Consumo. Emancipação.

Abstract
In Brazil, despite the existence of the National Strategy for Financial Education (ENEF), Financial Education has not reached most schools yet in the country and many of the teachers are unaware of the subject and / or how to carry out their didactic transposition. In this sense, this article aims to understand the dialogical composition between Financial Education (EF) and Critical Mathematical Education (EMC) in High School. The methodology used is qualitative with a bibliographic focus. The analysis will have as a starting point reflections in the light of the National Common Curricular Base (BNCC) and the current EF legislation. This study presents three investigative contexts, namely (i) Reference to Pure Mathematics, (ii) Reference to a semi-reality, and (iii) Reference to real life, thus seeking to problematize Financial Education in the school environment from the Learning and its role in promoting the student’s emancipation. Three papers are analyzed and discussed, and there was an urgent need to re-signify the Mathematics teacher’s pedagogical practice so that he or she can provide the theoretical and practical tools appropriate in his or her classes so that students have the knowledge to build a healthy financial life. Therefore, the results herein provide evidence of the importance of the articulation of Critical Mathematical Education to Financial Education so that the didactic transposition of the concepts treated in the classroom is carried out, guaranteeing its use in everyday life.

Keywords: Mathematical Education. BNCC. Consumer society. Emancipation.

Biografia do Autor

Lucas Athadeu Silva Batista, Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação em Educação. MG, Brasil.

Graduado em Matemática pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior  pela Universidade Estadual de Montes Claros, mestrando em Educação pela Universidade Estadual de Montes Claros. Atualmente trabalha como professor da Educação Básica na Rede Estadual de Educação de Minas Gerais (MG) e na Rede Privada de Montes Claros (MG).

Vera Lúcia de Oliveira Freitas Ruas, Universidade Estadual de Montes Claros. MG, Brasil.

Possui graduação em Pedagogia, especialização lato sensu em Docência do Ensino Superior e Mídias em Educação pela Universidade Estadual de Montes Claros  (Unimontes). Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação pela Unimontes. Atua como especialista da Educação básica efetiva da Escola Estadual Simeão Ribeiros dos Santos e como professora efetiva da Escola Municipal Dona Vidinha Pires. 

Shirley Patrícia Nogueira de Castro e Almeida, Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil.

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-graduação: Conhecimento e Inclusão Social em Educação FaE/UFMG. Atualmente, é professora do Departamento de Métodos e Técnicas Educacionais e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

Josué Antunes de Macêdo, Instituto Federal do Norte de Minas Gerais. MG, Brasil; Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil.

Doutor em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul). Professor e pesquisador do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG) e Professor  do Progrma de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Brasil.

Edson Crisostomo, Universidade Estadual de Montes Claros, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil.

Doutor em Educação Matemática (Doctorado en Didáctica de la Matemática) na Universidade de Granada (Tese defendida em 2012), com o título de Doutor reconhecido pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Atualmente é Professor de Educação Superior (PES VI), Pesquisador, Coordenador de Projetos de ensino e de pesquisa e Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

Downloads

Publicado

2021-09-30

Edição

Seção

Artigos