Oficina de Arte com Adolescentes Análises do Sofrimento Mental na Base da Psicologia Sócio-Histórica

Autores

  • Mariana Ávila Ferreira Universidade Anhanguera Uniderp, Curso de Medicina. MS, Brasil.
  • Erlinda Martins Batista Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências e Matemática. MS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2021v22n5p665-670

Resumo

Resumo
A adolescência é uma fase de intensos conflitos, sendo que o sofrimento mental é visto como um problema crescente nessa faixa etária. Portanto, este estudo enfoca análises sobre os resultados da oficina de arte, realizada com estudantes do Ensino Médio de uma escola estadual de Campo Grande – MS, cujo objetivo foi realizar atividades pedagógicas do campo da arte, com o sentido de despertar boas emoções e amenizar conflitos, como o sofrimento mental nesta faixa etária. A oficina foi constituída das seguintes etapas: aplicação de questionários, condução de uma atividade de arte, que expressasse o sentimento dos estudantes e, por fim, uma roda de conversa na qual os estudantes expuseram o sentido de sua arte. Para analisar os depoimentos e as emoções verbalizadas foi utilizada a teoria de Vygotsky (2004) sobre a educação no comportamento emocional. Os resultados mostraram que entre sete estudantes participantes da primeira parte da oficina, quatro apresentaram sofrimento mental (57%) e três estudantes, entre sete, evitaram a atividade com o uso da arte. Os benefícios apontados pelos quatro estudantes que atenderam a oficina de arte até o final foram: maior facilidade em expressar os sentimentos, tranquilidade, discernimento e superação de problemas. Logo, a arte teve o poder de transformação diante de um público adolescente, viabilizando formas de demonstrar sentimentos, amenizando o sofrimento mental.

Palavras-chave: Emoções. Depressão. Estratégias. Medicina.

Abstract
Adolescence is a phase of intense conflicts, and mental suffering is seen as a growing problem in this age group. Therefore, this study focuses on analyzes of the art workshop results held with high school students from a state school in Campo Grande - MS, whose objective was to carry out pedagogical activities in the field of art, with the aim of arousing good emotions and alleviating conflicts, like mental suffering, in this age group. The workshop consisted of the following steps: application of questionnaires, conducting an art activity that expressed the students' feelings, and finally, a round-table discussion in which the students exposed the meaning of their art. To analyze the testimonies and verbalized emotions, Vygotsky's (2004) theory on education in emotional behavior was used. The results showed that among seven students participating in the first part of the workshop, four showed mental suffering (57%), and three students among seven avoided the activity with the use of art. The benefits pointed out by the four students who attended the art workshop until the end were: greater ease in expressing feelings, tranquility, discernment and overcoming problems. Therefore, it is concluded that art had the power to transform before an adolescent audience, enabling ways to demonstrate feelings and alleviating mental suffering.

Keywords: Emotions. Depression. Strategies. Medicine.

Biografia do Autor

Mariana Ávila Ferreira, Universidade Anhanguera Uniderp, Curso de Medicina. MS, Brasil.

Acadêmica do Curso de Medicina, CEMED UNIDERP/Anhanguera

Erlinda Martins Batista, Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências e Matemática. MS, Brasil.

Doutorado em Educação (UFMS, 2013)

Downloads

Publicado

2021-12-16

Edição

Seção

Artigos