Contribuições da Reabilitação Neuropsicológica em Pacientes com Acidente Vascular Cerebral

Autores

  • Renan Gomes Lara Universidade Candido Mendes, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Neuropsicologia. RJ, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2021v22n2p268-275

Resumo

Resumo
Para compreender o termo reabilitação neuropsicológica se deve antes conceituar determinados termos como: identificar, recuperar e reorganizar, fatores esses que estão atrelados a determinada lesão cerebral que acometeu o indivíduo, como é o caso do Acidente Vascular Cerebral (AVC). O objetivo geral deste estudo foi identificar as contribuições da Neuropsicologia para o processo de reabilitação dos pacientes, que foram acometidos pelo Acidente Vascular Cerebral, bem como descrever as causas e consequências da lesão cerebral que comprometem os aspectos biopsicossociais, correlacionando com a prática clínica do neuropsicólogo. O delineamento da pesquisa foi do tipo qualitativo, descritivo, exploratório, buscando aprofundar a temática por meio de produções acadêmicas já elaboradas. Analisando os resultados encontrados dos pacientes, muitos apresentam lapsos de memória, mesmo após os três anos da sua ocorrência, levando a sérios problemas como o bradipsiquismo que é comum em pacientes com transtorno depressivo, esse fator se estima que os 35% dos doentes no início do processo de reabilitação podem apresentar esse estado patológico. Porém, através dos programas de reabilitação têm alcançado resultados significativos, como é o caso da exploração de ambientes virtuais e realidades virtuais, que corroboram para a validade ecológica, ou seja, desenvolvem novas estruturas de aprendizagem para o cérebro, promovendo assim o desempenho satisfatório e a melhora da qualidade de vida do indivíduo, contribuindo também no processamento da memória de trabalho.

Palavras-chave: Lesão Cerebral. Memória. Aprendizagem. Neuropsicologia.

Abstract
To understand the term neuropsychological rehabilitation, one must first conceptualize certain terms such as: identifying, recovering and reorganizing, factors that are linked to a certain brain injury that affected the individual, as is the case of a stroke. The general objective of this study was to identify the Neuropsychology contributions to the rehabilitation process of patients who were affected by a Stroke, as well as to describe the causes and consequences of brain injury, which compromise the biopsychosocial aspects, correlating with the neuropsychologist's clinical practice. The research design was of a qualitative, descriptive, exploratory type, seeking to deepen the theme through academic productions already prepared. Analyzing the results found from the patients, many have memory lapses, even after the three years of its occurrence, leading to serious problems such as bradypsychism that is common in patients with depressive disorder, this factor is estimated that 35% of the patients in the beginning of the rehabilitation process may present this pathological state. However, through rehabilitation programs they have achieved significant results, as it is the case of exploring virtual environments and virtual realities that corroborate the ecological validity, that is, they develop new learning structures for the brain, thus promoting satisfactory performance and improvement of the individual's quality of life, also contributing to the working memory processing.

Keywords: Brain Injury. Memory. Learning. Neuropsychology.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Edição

Seção

Artigos