Teoria dos Prospectos: Vieses de Percepção do Usuário da Informação no Processo Decisório

Autores

  • Regis Garcia
  • Paulo Arnaldo Olak
  • Ademir Clemente
  • Barbara Fadel

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2012v13n1p%25p

Resumo

É incessante a busca pela compreensão do comportamento humano nos processos de decisão e as áreas que de alguma forma contemplem essa relação demandam aportes teóricos e metodológicos que proporcionam a compreensão do comportamento do usuário ao fazer uso da informação. A teoria dos prospectos contribui nesse sentido ao evidenciar os vieses de percepção dos decisores a partir de seu contato com as situações problemas e informações a elas inerentes. A questão que norteia a pesquisa é: quais as evidências de que a forma de apresentação de um problema de decisão e das informações a ele relacionadas causam vieses de percepção e influenciam a decisão do indivíduo? O objetivo desse estudo foi destacar algumas características comportamentais essenciais a serem consideradas nas abordagens teóricas e práticas relacionadas ao uso da informação no processo decisório, inserindo os vieses de percepção no rol dos assuntos considerados nos estudos sobre comportamento informacional voltados à perspectiva do usuário. É uma pesquisa empírica que se utiliza da aplicação de questionário semiestruturado numa amostra aleatória estratificada das empresas do ramo fotográfico brasileiro. Apresenta como principais resultados a evidência de erros ou vieses de percepção resultantes da forma de apresentação das situações problemas, bem como das informações a elas inerentes, como prevê a Teoria dos Prospectos. Permitiu apontar cinco características a serem consideradas nos estudos de comportamento do usuário da informação no processo decisório. Representa um ponto de partida para o deslocamento do foco estritamente normativo e pragmático dos estudos do comportamento decisório para um que contemple os vieses de percepção do usuário da informação, principalmente no processo de decisão envolvendo riscos e incertezas.

Downloads

Publicado

2015-07-02

Edição

Seção

Artigos