Caracterização da Aprendizagem da Docência no PIBID – Matemática Por Meio dos Relatos dos Participantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2018v19n4p417-421

Palavras-chave:

Educação Matemática. Aprendizagem da docência. PIBID.

Resumo

Apresenta-se neste artigo um estudo que tange às compreensões referentes à aprendizagem da docência em Matemática no contexto do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, por meio de depoimentos de bolsistas que participaram do programa. Os dados analisados foram coletados via entrevistas semiestruturadas, que levaram os participantes a relembrarem a trajetória vivida e a associar às práticas desenvolvidas pelos supervisores, professores da Educação Básica, com o que relatam ter aprendido por meio de suas participações. Utilizou-se como metodologia de análise dos dados as análises textuais em um processo de categorização emergente, conclui-se que a aprendizagem relatada pelos bolsistas se pautou na observação da conduta dos supervisores, seguida por um processo de valoração e de apropriação de condutas avaliadas como positivas.

Biografia do Autor

Diego Fogaça Carvalho, Unopar, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Metodologias para Ensino de Linguagens e suas Tecnologias. PR, Brasil.

Diego Fogaça Carvalho possui graduação em Matemática pela Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão (2008), mestrado (2012) e doutorado (2016) em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina. Também realizou seu estágio pós-doutoral na mesma universidade que concluiu o doutorado (2017). Atualmente, é professor permanente nos Programas de Mestrado em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias da Unopar e Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Anhanguera -- Uniderp. Na graduação, atua nos cursos de Licenciatura em Matemática, da Universidade Anhanguera -- Uniderp, ministrado a disciplina Cálculo C e nos cursos de Engenharia de Produção e Engenharia Elétrica, da Universidade Pitágoras UNOPAR ministrando a disciplina de Cálculo Numérico. Seus principais interesses de pesquisa se centram nos seguintes temas: relação com o saber; analises qualitativas; o papel de políticas públicas como o PIBID na formação inicial e continuada de professores.

Osmar Pedrochi Júnior, Unopar, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Metodologias para Ensino de Linguagens e suas Tecnologias. PR, Brasil.

É graduado em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Maringá. Foi bolsista do Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Física da mesma universidade por dois anos, atuando de forma interdisciplinar. Foi professor da Universidade Paranaense (UNIPAR) em 2012 e professor temporário do IFPR - Campus Paranavaí em 2013/2014. Possui mestrado e doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática (nota 7 pela avaliação da CAPES) na Universidade Estadual de Londrina. Membro do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Matemática e Avaliação (GEPEMA). Áreas de interesse: Educação Matemática; Avaliação Formativa; Educação Matemática Realística..

 

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. CAPES. Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica – DEB. Relatório de Gestão. 2013. Disponível em: < https://www.capes.gov.br/images/stories/download/bolsas/2562014-relatrorio-DEB-2013-web.pdf>. Acesso em: 11 set. 2018.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2001.

MORAES, R.; GALIAZZI, M.C. Análise textual discursiva. Ijuí: Unijuí, 2011.

NÓVOA, A. Para una formación de profesores construida dentro de la profesión. Rev Educ. n.350, p.203-218, 2009.

SCHÖN, D.A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

Downloads

Publicado

2018-12-30

Edição

Seção

Artigos